logo

A Rebelião

  • Home
  • /
  • Catálogo
  • /
  • A Rebelião
pdf Veja por dentro
  • Autor
  • Coleção
  • ISBN 9789895640706
  • PVP 14.99 € (IVA incluído)
  • preço fixo até
  • 1ª Edição abril 2021
  • Edição atual 1
  • Páginas 152
  • Apresentação Capa mole
  • Dimensões 150x225x11,5 mm
  • Disponibilidade
    Temporariamente Esgotado na Editora.
    Outras Lojas

«Em A Rebelião, Joseph Roth, tal como os seus contemporâneos Broch, Musil e Zweig, esquadrinha, com dolorosa atenção, uma sociedade austríaca moribunda.» — Le Monde 

Homem simples, devoto de Deus e da sua pátria, Andreas Pum é um veterano condecorado da Primeira Guerra Mundial que, tendo perdido uma perna em combate, obtém do Estado uma licença especial para tocar realejo e pedir esmola na rua. 

Apesar da sua indigência e invalidez, Andreas possui uma crença inabalável na justiça e na ordem moral do mundo. Aqueles que culpam pela sua má sorte o Imperador e o Governo, como muitos dos seus ex-camaradas de armas, são a seu ver «pagãos». No entanto, um capricho do destino irá pôr à prova a fé de Andreas mais duramente que a de Jó, abalando as suas convicções para sempre. 

Romance publicado originalmente em 1924, A Rebelião é o retrato desencantado de uma sociedade austríaca profundamente humilhada, fraturada e perdida, cuja opressiva e burocrática máquina estatal continua a controlar de forma cega os destinos dos cidadãos. 

«Os romances de Joseph Roth possuem uma estranha clarividência: são esmagadores na sua simplicidade, exaltantes na sua grandeza moral filosófica.»  — Los Angeles Times Book Review 

Tradução do original alemão por Paulo Osório de Castro.

  

Também disponível em eBook:

Apple Books 

Google Play

Kindle

Kobo

Wook

Joseph Roth, escritor austríaco de origem judaica, nasceu em 1894 na cidade de Brody (Galícia Oriental, atual Ucrânia). Estudou Filosofia e Literatura Alemã na Universidade de Viena. Em 1916, alista-se como voluntário na Primeira Guerra Mundial e cai prisioneiro do exército russo, experiência que o marca profundamente.

Após o final da guerra, inicia uma carreira no jornalismo que o leva a mudar-se com a família, primeiro para Berlim, depois para Frankfurt, e, finalmente, em 1925, para Paris. O final da vida do escritor seria marcado pela tragédia, pressentida na sua breve e pungente novela A Lenda do Santo Bebedor, de 1939: exilado numa Paris em vésperas de mais uma guerra mundial, Roth acabaria por falecer nesse mesmo ano, consumido pelo alcoolismo.

Livros publicados


A Cripta dos Capuchinhos

    O último livro que Joseph Roth publica em vida. Um relato evocativo e sentido de um mundo perdido.

    A Marcha de Radetzky

      O melhor romance de Joseph Roth. O retrato ficcional inigualável do declínio de um império e de uma inteira civilização através da história privada de uma família.

      Confissão de um Assassino - Relato de uma noite

        Confissão de um Assassino é, ao estilo dos grandes romances russos, simultaneamente uma poderosa análise da natureza humana e do poder hipnótico do Mal.