C.W. Ceram

C. W. Ceram é, na realidade, o pseudónimo de C. W. Marek. Nascido em Berlim em 1915, iniciou a sua actividade como crítico literário e de teatro. Soldado na Segunda Grande Guerra Mundial, é feito prisioneiro, aproveitando o seu tempo livre para se dedicar ao estudo e leitura da sua grande paixão: a arqueologia e a história antiga. É durante este período que amadurece o projecto de compilar os relatos dispersos dos grandes triunfos dos primeiros descobridores das civilizações antigas. Em 1949 termina a redacção do seu livro: recusado por diversos editores, é o próprio Marek quem o publica. O sucesso de Deuses, Túmulos e Sábios – O Romance da Arqueologia é quase ime­diato. Hoje em dia está traduzido em mais de 28 línguas. Marek é igualmente autor de obras de divulgação como: Enge Schlucht und schwarzer Berg – Die Ent­deckung des Hethiterreiches (1955) («Des­filadeiro Estreito e Montanha Negra: O Segredo dos Hititas»), Eine Archäologie des Kinos (1965) («Uma Arqueologia do Cinema») ou Der erste Amerikaner (1972) («O Primeiro Americano: O Enigma das Civilizações Pré-colombianas»). Morre em 1972. O prémio Ceram de arqueologia foi instituído em homenagem ao importante contributo deste autor para a divulgação e popularidade desta ciência.

Livros do autor

Deuses, Túmulos e Sábios

C.W. Ceram

W. Ceram, exímio narrador e divul­gador de ciência, relata neste livro, por intermédio dos próprios protagonistas, as entusiasmantes descobertas dos pio­neiros da arqueologia.